#Descubra: meu primeiro festival de música

O primeiro festival de música a gente nunca esquece. Aliás, muitas coisas que fazemos pela primeira vez se tornam marcantes e inesquecíveis. Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez? Foi pensando nisso que criei um novo desafio (a viciada em desafios) aqui para o blog para esse ano de 2018: todo mês eu vou fazer algo pela primeira vez.

Festival de música

A ideia é fazer pelo menos uma vez no mês algo marcante. Seja comer uma lagosta, pular de paraquedas, ir em um café que sempre quis, fazer uma viagem diferente ou ir em um festival de música. Enfim! São muitas coisas que nunca fiz e quero fazer, outras que faria pelo simples desafio. Acho importante a gente sempre viver novas experiências e abrir nossa mente para o mundo. É por isso que esse desafio vai se chamar #Descubra.

Quantas coisas podíamos descobrir se não ficássemos presos em nossa rotina? Precisamos viver mais a vida, de verdade, de forma intensa e divertida. Ser mais leve e natural. Sem medo de arriscar o novo ou de dar errado, porque tudo é um aprendizado. O dia a dia nos consome muito e sem perceber ficamos repetindo sempre o mesmo ciclo, perdendo oportunidades incríveis.

O Planeta Brasil

O meu primeiro festival de música foi o Planeta Brasil, em Belo Horizonte, na Esplanada do Mineirão. O festival teve mais de 30 atrações, durou umas 10 horas, pelo menos pra mim e foi incrível! Eu fiquei encantada com a energia do lugar, sem dúvidas o melhor de tudo. Shows animados, galera vibrando e eu amo essa sintonia. O festival em si é muito bacana, tem vários espaços, para atender todas as vibes. Área com puffs, com cadeiras de praia, tendas, espaço gourmet, bares, palcos principais e menores com bandas locais. É um mundo a parte.

Foi uma verdadeira maratona de shows. Eu assisti The Beautiful Girls, que nunca tinha ido e é uma banda que eu adoro. Está na minha playlist good vibes,  então nem preciso falar mais nada né. É um surf music apaixonante e fiquei ainda mais encantada depois da apresentação deles. Fui pela 4ª vez no show do SOJA e foi sem dúvidas um dos melhores! Ano passado eu tinha ido e comentado que não tava tão bacana. Essa apresentação foi totalmente diferente. Eu arrepiei. Amo muito o som deles.

SOJA Planeta Brasil

Pra falar do meu trio dos preferidos entra o DJ Vintage Culture, que fechou a noite com eletrônico. Eu entrei demais na onda e senti cada música. O show vai muito além das músicas, com um jogo de luzes e fogos de deixar qualquer um animado. Não era muito conhecedora do som dele, apesar de ouvir por aí a todo tempo sem saber de quem era. Agora que identifiquei vou ouvir ainda mais.

Além desses eu tive oportunidade de curtir os shows do Gabriel Pensador, O Rappa, 1Kilo, Oriente e Iza. Tiveram outros que não fui também, mas esses foram os que escolhemos pra ver. Todos foram muito bons mesmo. Até os que não gosto tanto ou não conhecia, foram ótimas apresentações. Estou vibrando até agora!

Porque ir a um festival de música

Com essa primeira experiência da categoria #Descubra eu posso falar que vale a pena ir em um festival de música. É uma reunião de gente animada, música boa, lugar gostoso e energia. É um espaço para todas as tribos, onde a diversidade e a alegria tomam conta. Pessoas de todos os lugares, muitas histórias e muito amor.

Show festival de música

Em um dos shows tive oportunidade de conhecer um casal natural de BH. Gente diferente, histórias divertidas, ideias, dicas. É sempre tão bom conhecer gente nova e um festival, você conhece muitas pessoas o tempo todo. Isso é o mais bacana. Fiquei feliz também em ver todo mundo se respeitando e aproveitando da mesma forma. Eu não bebo, fiquei o dia todo na água e tomei um açaí pra refrescar. Mas mesmo entre a galera que estava bebendo não percebi nenhuma briga ou qualquer situação desagradável.

Acho que a vida seria melhor se fosse como um festival de música! Sorrisos, abraços, fotos, drinks, música boa, animação, sol, gente feliz! É isso. Sai feliz, renovada e animada. Valeu cada centavo, cada momento, cada aprendizado. Foi o primeiro festival de música e agora posso falar, com certeza, que não será o único. Que venha minha próxima experiência de primeira vez.

Compartilhe:

Comente o que achou: