Quanto custa ser verdadeiro em um mundo de aparências?

Desde que o mundo é mundo as inverdades existem. Faz parte do ser humano confundir, não lembrar ou mesmo mentir. Mas no mundo de aparências isso parece ser mais recorrente. E o mais curioso, isso parece ser mais valorizado. Todo mundo já está cansado de saber que no mundo virtual as coisas nem sempre são como parecem. A cada dia um novo escândalo de celebridades que usam programas de edição nas fotos, que não estavam exatamente onde diziam estar, que não emagreceram da forma como relataram ou mesmo que não vivem a vida que dizem levar. A gente sabe, mas ainda assim, a gente continua seguindo, curtindo e, de alguma forma, compactuando com aquele mentira.

O maior desejo de todos os seres humanos é ser feliz. Todos desejam encontrar a felicidade plena, realizar todos os sonhos e viver uma vida sem preocupações. Porém, na maioria das vezes, essa felicidade está sendo buscada no lugar errado. Felicidade é um estado de espírito que você só vai alcançar quando evoluir e mudar a sua forma de pensar. O carro do ano, o emprego dos sonhos ou o relacionamento perfeito vão te dar apenas um mero prazer passageiro. Se você continuar depositando toda a sua vida nisso, você nunca vai ser feliz de verdade. A não ser no mundo de aparências.

Modismos do mundo de aparências

A cada dia eu venho buscando evoluir e me tornar uma pessoa melhor. Mas até essa ideia já virou um discurso batido no mundo virtual. Quantas pessoas “healthy lifestyle”  no Instagram você conhece? Eu mesma sou uma, prazer! Compartilho meu estilo de vida saudável sim, mas meu estilo real. E sofro as consequências disso. Ser mais do que um closet cheio de sapatos de marca tem seu preço. Ser real no mundo de aparências é como dirigir na contramão na via mais movimentada da cidade. É arriscado, parece loucura,  mas eu acho que vale a pena. Muita gente vai questionar, muita gente não vai entender, muita gente vai até julgar. Porém, o preço de ter a consciência tranquila e um sonho realizado ninguém pode pagar.

Valorize o verdadeiro

A paz interior e o coração tranquilo são as melhores ferramentas que você pode ter se deseja ser realmente feliz. E você não vai alcançar isso tirando uma foto meditando e escrevendo “mindfulness” na legenda.  Atenção plena é muito mais do que meditar, falar gratidão ou compartilhar frases de efeito. Isso faz parte do processo sim, quanto mais você vai se descobrindo nesse universo, mais você compartilha seu novo ideal. É natural, a gente quer que todo mundo sinta a mesma energia positiva, que as pessoas evoluam e amadureçam da mesma forma que a gente. Porém, isso só vai acontecer se todos estiverem verdadeiramente dispostos e abertos para esse processo evolutivo e se estiverem no momento certo. Cada semente tem sua hora de germinar. E não podemos julgar.

O meu processo começou em janeiro de 2017, quando entrei para a terapia. E desde então sinto dia após dia a mudança em minha vida. Minha mente se expandiu, meus princípios mudaram, minha forma de levar a vida melhorou. Claro, alinhei e venho alinhando muitas outras atividades à esse acompanhamento. Eventos, pessoas, filmes, livros, terapias complementares. Atraio cada vez mais tudo que tem a ver com o que estou passando. E cada vez mais, me chateio por ver alguns absurdos do mundo de aparências. É por isso que coloquei como uma meta para 2018 julgar menos e falar menos dos outros.

Julgue menos, viva mais 

Não é porque estou me sentindo cada dia mais feliz que posso apontar o dedo para quem não está no mesmo processo que eu. A gente não sabe o que cada um está passando. Seja algo bom ou ruim, tudo faz parte do processo evolutivo que a pessoa precisa viver. Você não sabe se o caminho que ela trilhou seria o melhor pra você. Não deseje viver o mesmo. Você não sabe se o que ela diz sentir é o que de fato ela sente. Não cabe a você dizer. Apenas respeite. É natural do ser humano julgar demais. Porém, a única certeza que temos nessa vida é que estamos aqui de passagem. Então, pratique mais o desapego. A gente só julga o outro porque é apegado demais as nossas ideias e padrões, como se fossem os únicos certos. Não abrimos mão pelo outro.

Mundo de aparências

O outro, na verdade, são muitos. Você é um só. Se começar a desejar que todos no mundo sejam verdadeiramente felizes e fazer por onde para que isso aconteça, a sua vida vai ser muito mais leve e naturalmente feliz também. O mundo de aparências não vai te levar muito longe. Eu ainda acredito que isso vai passar. Até porque, ele só existe graças a nossa atenção a isso. Quando paramos de alimentar tantas mentiras, tanta vida montada, isso vai perder valor. E posso te garantir, todo mundo vai se sentir muito melhor.

Vou contar um outro desafio que estou fazendo. Eu selecionei apenas as pessoas que eu quero seguir nas redes sociais, escolhi a dedo vários perfis de inspirações saudáveis, dicas fitness, orientações espirituais e astrológicas, entre vários conteúdos realmente legais e que vão me agregar. E parei de buscar naquela ferramenta que o Instagram oferece, onde podemos ver fotos de pessoas que não seguimos. Não faz sentido usar tanto a ferramenta de busca se nada do que está ali eu quero encontrar. Me proibi de clicar naquela aba, pois se eu escolhi não seguir, é porque não quero ver. E olha! Tem uma semana que estou fazendo isso e o tempo que eu passo nessa rede social já caiu pela metade. Sem contar o tanto que me sinto mais leve e despreocupada com relação a vida dos outros.

Transforme a sua vida 

Boa parte das minhas inspirações estão vindo dos processos que estou passando. Já falei da minha terapia, do coach, dos eventos de meditação, das atividades alternativas da Clínica Bom Pastor que eu andei fazendo. E hoje, quero indicar o livro “Como transformar a sua vida”, de Geshe Kelsang Gyatso. É budista, se você não estiver aberto a buscar novas ideias, não leia. Espere sentir de coração que precisa disso. Mas, se já estiver nesse processo, vale a pena. Ele fala exatamente sobre tudo que venho falando desde quando criei o blog. Ele me faz ter ainda mais certeza do meu propósito aqui e dos meus objetivos pessoais. E claro, me faz ser uma pessoa melhor a cada dia, buscando fazer o bem, viver mais intensamente e verdadeiramente o meu processo evolutivo.

Paz interior

Experimente buscar a sua essência, buscar o que te agrega, o que te faz crescer. Experimente olhar para o outro como uma pessoa exatamente normal, assim como você. Pare de pensar que existe alguém perfeito, sem problemas e sem preocupações. Não julgue o que não te pertence, não aponte o dedo para quem você só sabe o nome de usuário nas redes sociais. Você não conhece de fato as pessoas, você só vê o que elas querem mostrar. E nada te daria o direito de falar sobre outro alguém. Eu sei que o preço da verdade ainda é alto, mas eu garanto que o retorno que você vai ter em levar uma vida de verdade ninguém vai poder comprar.

Compartilhe:

Comente o que achou: