#Descubra: um novo visual

Cabelo novo

O mês de abril está só começando e eu já fiz uma boa descoberta! Um novo visual para os meus cabelos. Apesar de já ter mudado várias vezes de corte e de cor, dessa vez foi diferente e eu vou contar o porquê. Eu sempre fui morena, mas meu cabelo não é preto, o tom natural é castanho claro e, modéstia a parte, é bem bonito. Eu gosto dele, mas gosto de mudar também.

Tudo começou na adolescência quando fiz luzes pela primeira vez. Fiz bem pouquinho, só uns reflexos em um tom de mel, pra ficar bem natural. Porém, essa história de que mexer na cor do cabelo vicia é verdade. Acho que é igual tatuagem, depois da primeira você perde o medo, percebe que fica legal e aí não consegue sossegar até fazer a próxima. (Não cheguei nesse nível com a tatuagem ainda, mas quem sabe!). Fiz mais luzes e de pouco em pouco eu fiquei loira.

        Cabelo com luzes          Cabelo loiro

Eu amava ser loira, cada hora estava com um tom diferente, às vezes preferia mais natural, mais dourado. Outras vezes empolgava em deixar bem claro, puxado pro branco e outras preferia mais amarelo. E cada hora eu fazia as luzes em um lugar diferente, então o meu cabelo ficava com vários tons. Sempre gostei disso e achava bem legal o resultado. Porém, uma hora eu enjoei, achei que estava ficando muito apagada, fora que estava me dando muito trabalho. Eentão, depois de uns 4 anos, resolvi parar e deixar o meu cabelo natural.

Um novo visual, de novo 

Meu cabelo foi ganhando vida, crescendo, ficando mais brilhoso e até mais oleoso também. Ele sempre foi, mas como as luzes ressecam os fios, eu não sofria tanto com isso. Passei a lavar todo dia, ter mais facilidade em pentear e começar a imaginar o meu cabelo dos sonhos, bem grandão e natural. Fiquei mais de um ano sem mexer nele, deixando as luzes saírem. Demorou, e ainda não tinha saído 100%. O meu cabelo demora demais para crescer. Acho que estava quase lá, mas tive que mudar, de novo.

Há um mês o meu cabelo começou a cair muito, do nada. Fiz exames de sangue, troquei o shampoo, tomei vitaminas. E com tudo em seu lugar, a única opção que restou para a causa foi o estresse. Estou em processo de tratamento ainda, mas para evitar tantas quedas e ainda mais estresse com as perdas dos meus fios morenos e cumpridos, resolvi cortar. Cortar sempre dá vida, rejuvenesce, fortalece os fios. Não era o que eu queria, mas já que era pra mudar, resolvi mudar de forma que ele ficasse com vida também na cor.

Após seis horas de transformação no salão eu fiquei morena iluminada. O tom da vez! Não chega a ser loira, não chega a ser morena. A cor depende da luz, do penteado, da forma que uso. Super versátil.

Novo visual morena iluminada          Morena iluminada

 

Visual novo, novas oportunidades 

Aproveitei que já estava me transformando e pintei as unhas com uma cor que não tenho o hábito de passar, um vinho mais fechado. Eu estava me sentindo chique e o tom de esmalte ia combinar com o corte novo. Uma mudança no cabelo mudou minhas unhas, minha autoestima e meus planos para o sábado à noite. Não podia ficar em casa toda produzida.

Escolhi o restaurante, um lugar que nunca tinha ido e saí para jantar com o boy. (Lembram que eu já contei aqui que não tinha o hábito de planejar as coisas, né?). O restaurante é super aconchegante, bem casal mesmo e tem pratos deliciosos. E com tantas opções, eu e Diogo fizemos algo que também nunca tínhamos feito. Pedimos entrada, jantar e sobremesa. A gente sempre pula a entrada, comemos muito no jantar e não aguentamos a sobremesa.  Dessa vez foi diferente e não podia ser melhor. A entrada foi isca de filé mignon com molho gorgonzola e torradinhas, o jantar foi macarrão feito no queijo grana padano com legumes salteados e de sobremesa um profiteroles.

Massa com legumes             Profiteroles

Estava tudo maravilhoso, eu adorei conhecer o restaurante, adorei a comida e foi um momento muito especial no relacionamento. Uma escolha que eu me vi obrigada a fazer  e que eu não teria feito se não fosse por um problema que surgiu, me trouxe várias descobertas. Continuo com o meu problema de queda, mas tenho certeza que logo vai melhorar. O novo visual me deixou muito mais madura, chique e me fez descobrir que posso me amar, me produzir e me sentir bonita de várias formas, em cada fase da vida.

Descobri novos profissionais da beleza, um novo tom de esmalte, um novo restaurante, novos sabores, novas formas de sair para comer. Escrevi novas histórias para o meu relacionamento e tive um final de semana muito alto astral. Tudo por causa de um corte de cabelo!

Compartilhe:

Comente o que achou: