Semana Zen: corpo, mente e alma

Na semana passada eu tive a oportunidade de participar da Semana Zen promovida pelo Dharma Spa Urbano. Foram três dias de palestras e um dia de yoga com meditação. O evento foi todo voltado para alinhar mente e corpo, em busca de autoconhecimento e qualidade de vida. Gostei muito da programação, tudo a ver com o blog. Por isso achei legal compartilhar com vocês a minha experiência.

No primeiro dia o tema foi “Propósito de vida: coerência entre o pensar, sentir e agir para uma vida plena”.  O assunto é muito relevante, porque se a gente não sabe onde quer ir e o que quer da vida, fica muito mais difícil encontrar o caminho certo. Mesmo quando a gente tem certeza do que quer, é difícil fazer tudo exatamente como gostaríamos. A coerência entre o pensar, sentir e agir entra justamente nisso. Você já disse alguma coisa que não era bem o que você pensava? Já teve alguma atitude que não gostaria ou que falou que não teria?

Esse equilíbrio é o que nos ajuda a ter a vida plena. Ser autêntico, ser quem você quer ser, correr atrás do que você acha que é melhor pra você, independente dos outros ou das dificuldades. Eu gostei da palestra e sai muito feliz, porque senti que estou no caminho certo. Pra mim, serviu mais como um reforço do que já venho fazendo. Claro que a gente sempre tem  muito a aprender, mas com esse dia senti que estou madura quando o assunto é propósito de vida.

E se você não sabe ainda, não se preocupe! Você vai encontrar. Busque aquilo que faz o seu coração vibrar, aquilo que gosta de fazer e faz bem feito. Você faria o que faz se não precisasse de dinheiro? Se não fosse apenas pelo salário? Você acorda feliz para ir trabalhar ou a cada dia é um sacrifício? Pense nisso.

Gestão de tempo 

O segundo dia foi essencial pra mim. A palestra sobre “Gestão do tempo: mais qualidade de vida em 2018”, era uma das que eu mais estava precisando. A rotina sempre agitada nos engole, nos coloca em um fluxo de automatismos, sem a gente se dar conta disso. Eu me dei conta e por isso precisava mudar. Sinto que as vezes perco tempo demais com bobeira, enquanto poderia estar produzindo mais ou simplesmente curtindo um momento comigo mesma, sem me preocupar tanto com o que deveria estar fazendo.

Foram muitas reflexões legais nesse dia. Uma delas diz respeito aquele velho ditado, “tempo é dinheiro”. Tempo é muito mais do que dinheiro, tempo é vida! E quanta vida a gente perde procrastinando, navegando à toa na internet, reclamando, fazendo algo que não gostaria de fazer, apenas para agradar os outros. São tantos vilões do tempo que não percebemos o quanto deixamos ele escapar por entre os nossos dedos. Mas fica então outra reflexão: se você tem tempo de fazer tudo isso, então você tem tempo para mudar.

gestão de tempo

O que você está colocando em primeiro lugar na sua vida? Qual é a sua prioridade hoje? Saiba reconhecer o que é mais importante para você e não tenha medo disso. Cuidar de você, ficar em paz, ter momentos de descontração e lazer precisam estar na sua lista de afazeres. Não deixe o trabalho consumir todo o seu tempo, toda a sua vida.

Alimentação consciente 

A terceira palestra tratou sobre “Libertando-se das dietas – Uma introdução ao Mindful Eating”. Achei incrível. Eu tinha uma noção do assunto e tem muito a ver com o que venho buscando fazer. A essência do tema é comer de forma consciente, buscando o que te sacia, mas também o que te da prazer. É saber apreciar cada alimento, em sua totalidade, entendendo a sua relação com ele.

Você come por fome? Por prazer? Por sociabilidade? Não é errado comer por qualquer razão que seja, mas saiba identificar isso e fazer escolhas conscientes. Muita gente come compulsivamente, sem realmente sentir o sabor da comida e acaba exagerando. E depois vem aquele peso, a culpa e o arrependimento. Essa relação carregada de restrições só vai te prejudicar e te trazer resultados negativos.

alimentação consciente

Com essa palestra sai na certeza de que tenho muito o que melhorar, por mais que já tenha evoluído muito no assunto alimentação. E para todo mundo, a ideia é parar de se privar e se culpar o tempo todo. Em vez disso, aprender a se relacionar com os alimentos para ter uma vida muito mais leve e saudável de verdade.

Compaixão e gratidão 

No último dia teve uma aula de yoga na praça e depois uma prática de meditação voltada para a compaixão. A aula ao ar livre foi ótima para me conectar comigo mesma e com a natureza. Foi um momento de gratidão, de alegria e leveza. Apenas aproveitar o que estava sendo proposto.

Depois fizemos uma meditação da compaixão muito bonita. Sai renovada e com uma consciência importantíssima sobre a importância de respeitar as diferenças, saber lidar com o outro e respeitar o espaço de cada um. Todo mundo merece ser feliz e nós viemos ao mundo pra isso. Às vezes a forma como as pessoas agem pode não parecer a mais coerente pra você, mas respeite o processo dela. Respeite o tempo de cada um.

Semana Zen

Acabei os quatro dias de evento com muita alegria e comecei uma nova fase, de novo! A vida é de recomeços e estamos sempre prontos para tentar mais uma vez. Eu sinto que estou em um momento de transformação, de busca pelo meu propósito. Desde que voltei de Cabo Frio no Carnaval eu venho refletindo sobre minhas escolhas e minha maneira de levar a vida. Essa semana veio para me impulsionar ainda mais e me mostrar que os caminhos estão aí, basta eu escolher o melhor pra mim e seguir em frente.

Compartilhe:

Comente o que achou: